sexta-feira, 25 de novembro de 2011

SUPER WORKSTATION UNGER GS6300 - PARTE 4

Prometo que essa será a ultima parte !
Bom , hoje vou falar da placa de video.
Para essa maquina , escolhio uma placa de video EVGA Nvidia GTX460, que tem uma GPU muito moderna e ainda nela temos integrada na GPU, 336 nucleos CUDA , que foram especialmente desenvolvidos para a Adobe que usou esse hardware como base para a sua Mercury Playback Engine . Esta tecnologia , quase exclusiva de maquinas com Windows, porque para MAC a implementação é apenas parcial, ou seja o sistema operacional , por ser muito limitado, o ultimo deles o Lion X 10,  mal da suporte ao processador XEON ( nucleo Nehaleen)  da Intel de quase 3 anos atraz. Limitado em 12 cores/24 threads, não foi inserido no Lion suporte ao Westmere nem ao Ivy Bridge que será disponibilizado ao mercado em breve com 8 e 10 cores ( 16 / 32 threads). Site da intel com esses processadores .
Da  mesma forma é limitado no endereçamento de nucleos CUDA, fazendo isso para apenas 192 nucleos. Assim a Nvidia disponibilizou apenas duas placas/drives, ou seja a Quadro 4800 e a 5800, mas o suporte a cuda não aparece nos drives, tem que instalar um software adicional.
Bom , para que não conhece a Mercury Playback Engine, aqui está o Sneak Peak da Adobe :

________________________________________________________
PARTE 1:
_________________________________________________________

E para terminar, a parte 2. aqui ele mostra a maquina lidando com 4 layers de RED em 4 K


_________________________________________________________

Mas aqui tem uma pegadinha. essa maquina dele está equipada com uma quadro FX4800, a unica que tem suporte para MAC, embora ele esteja rodando em Windows , porque na época desse video ainda não tinha nem o suporte parcial aos nucleos CUDA que tem hoje .

Mas devido as limitações do sistema operacional do MAC que aliás não dá suporte aos novos processadores da Intel, mesmo a versão Lion 10, que da suporte ao Nehalleen, que já fez tres anos, nem sabe da existencia do Westmere e do Yvy Bridge...tadinha da Apple. A divisão pro apps, hoje representa menos de  4% do faturamento  dela , então é claro que não ha muito interesse em investir muito. Um prova disso é exatamente as alicações Pro, que ja se foram. Assim o Lyon suporta 12 nucleos ( 24 threads ). Assim o Stteping 7 dos XEON de 8 e  10 cores ( 16 e 20 threads) é apenas uma informação de sua existencia para o MAC OS, ele não vai usar . Os monstros da AMD de 24 cores que vão sair ano que vem então .... Só para informação , o Windows trabalha com dois processadores fisicos independente do numero de cores ! As versões server trabalham de 4 a 64 processadores independente do numero de cores ! É mesmo só para humilhar. O windows é capaz de endereçar 2.5 teras de RAM, o MAC OS, 1/4 disso!

O FCP virou um Imovie melhorzinho, o Color acabou, o Sound track morreu de velho, dentre outras.
A propria pagina da Apple Pro divison, é a mesma desde 2009 ! Anunciando as velhas novidades, tais como a atualização do FCP 7 !!!! .
Tem uma cobertura da campanha do Obama  à presidencia da republica . KKKKK.!!!!

Que me desculpem os adoradores do diab... digo da Apple, eles terão apenas duas opções de placas dessas , as Quadro 4800 e 5800, que tem driver para mac e implementação de 192 nucleos CUDA, por causa de limitações do MAC OS. As Teslas não serão comercializadas para Apple , por que não foram cinstruidas pra isso , porque a NVIDIa não viu porque fazer um hardware pra não ter aplicação no MAC OS, pois as teslas são voltadas para calculo pesado, aplicações de exterema complexidade , que estão a anos luz do MAC OS, mas estão no dia-a dia dos servidores LINUX, SOLARIS e WINDOWS. A ADOBE espertamente aproveitou o poder massivo de processamento delas e tratou de implementar uma alteração no Premiere 5.5 para suporta-las . Estive em SAMPA em meados de outubro, e pude ver uma maquina igual a essa, um Phenom II X6 1100T, com a mesma configuração, exeto um raid 0 de 8 discos e  com uma Tesla 2050 bombando , fazendo render de um documemtário de 59 minutos, em 2k, com trocentas edições , correção de cor, som 5.1 , e a maquina engoliu aquilo tudo em 11 minutos !

Bom , para essa workstation então resolvi adicionar uma EVGA GTX460, com 1Gbyte de DDR5, 750Mhz, PCIEx16, 336 nucleos CUDA e que para minha alegria não tem driver para MAC, só para Windows. Linux , Solaris e FreeBSD, mesmo porque iria ficar metade do hardware da placa de video inoperante....

Está aqui a bruta :

Montagem: GTX460 em frente o gabinete

Assim ela vem "de fabrica " :

GTX 460 na sua embalagem original
Na caixa, muito bem embalada,  acompanha:
  • O manual, impresso uma parte, mas conteúdo completo no CD
  • Um par de adaptadores de energia em 12 V caso a fote não tenha os conectores
  • Um adaptador de Mini-HDMI para HDMI standard
  • Um adaptador DVI para RGB
No CD de acompanhamento , traz alguns aplicativops exclusivos da EVGA, tal como o EVGA precision, além da suite padrão da Nvidia. O driver presente era o Forceware 270.5 , que depois de instalado foi atualizado para o Forceware 285.3 eu acho .

Imagem do Hot Site da GTX460 no portal da  EVGA
 Essa imagem do hot site da EVGA mosta os highligths dessa placa. como disse no mac só suportaria 192 dos 336 CUDAs e parte da GPU (a implementação Open GL). O resto ficaria só gastando energia . Nada disso foi desenvolvido para MAC (sic) OS!

Placa já instalada na máquina .

Segue um review feito pelo pessoal do Clube do hardware - Já tem alguns meses.

 "O GeForce GTX 460, que está sendo lançado hoje, é o mais novo chip gráfico DirectX 11 da NVIDIA. As placas de vídeo baseadas neste novo chip gráfico custarão entre US$ 200 (modelo de 768 MB) e US$ 229 (modelo de 1 GB), nos EUA, o que farão delas as placas de vídeo DirectX 11 mais baratas baseadas em uma solução da NVIDIA. Com a recente redução de preços conduzida pela AMD/ATI, este novo processador gráfico compete diretamente com o Radeon HD 5830. Vejamos como esta placa de vídeo com overclock de fábrica da MSI, a N460GTX Cyclone 768D5/OC, se sai em nossos testes..

O novo chip gráfico GeForce GTX 460 vem com clocks mais elevados (clock interno de 675 MHz e clock das unidades de processamento de 1.350 MHz) do que os chips GeForce GTX 465 e GeForce GTX 470 (607 MHz e 1.215 MHz em ambos). O clock da memória usado no GeForce GTX 460 é inclusive maior do que o usado em modelos mais caros (3,6 GHz contra 3.206 MHz no GeForce GTX 465 e 3.348 MHz no GeForce GTX 470), mas a largura de banda da memória depende do modelo da placa GTX 460 que você tem: o modelo com 768 MB usa uma interface de memória de 192 bits (o que se traduz em uma taxa de transferência máxima teórica de 86,4 GB/s), enquanto o modelo de 1 GB usa uma interface de memória de 256 bits (taxa de transferência máxima teórica de 115,2 GB/s). Placas GeForce GTX 465 têm uma interface de memória de 256 bits (102,5 GB/s), enquanto placas GeForce GTX 470 têm interface de memória de 320 bits (133,92 GB/s). A principal diferença entre os chips GTX 460, GTX 465 e GTX 470 é a quantidade de motores gráficos (também conhecidos como “processadores”, “shaders” ou “núcleos CUDA”): 336, 352 e 448, respectivamente. Na tabela abaixo nós comparamos as principais especificações das cinco placas de vídeo incluídas em nosso teste. O modelo Cyclone 768D5/OC vem com um overclock de 7,4%.
"




O modelo exato da que está instalado, sua velocidade de clock, memoria e etc , pode ser visto aqui :
Exertos da tela atual do computador, com os monityoramentos também do ASUS Probe.







E por fim, a maquina completa funcionando :



No mais, a maquina recebeu 16 Gbytes de memória 1333 de 4 giga cada pente, Hyper memory da Kyngston, outro hd da samsung de 320 gigas para o sistema e aplicativos, os drivers de CD/DVD/BLURAY e Cartões de memória completam o conjunto .




Vistas dela funcionando .              

Bom está ai , precisando de uma é só falar que monto uma dessa. Vale a pena demais.

Vou ficando por aqui. Obrigado por ler meu artigo.

Leossom.













Nenhum comentário: